sexta-feira, abril 30, 2004

Zé Português
Zé Holandês
Zé de Lisboa
Zé do Mundo
Zé Galáctico
Zé Perdido
Zé Encontrado
Zé da Graça
Zé Amigo
Zé Cabeludo
Zé Fugido
Zé de José
Zé do Tejo
Zé de Amsterdam
Zé da Pnl
Zé de Primeira
Zé Figueira

NUNO EM S.P. - BRASIL


Imagens via videofone

AO NUNO NETO

Tu que sabes dizer sim quando a resposta é não
Tu que sabes dizer presente quando estás ausente
Tu que saltas de onde para nós olhamos
Tu que fazes o que nós fazemos depois
Tu que mostras disponbilidade estando longe
Tu que és a realidade em sonho
Tu és um maior entre nós que te queremos como porto de abrigo.


Treino mental para jogadores de golfe com a PNL

A 29 e 30 de Maio em Espinho terá lugar o primeiro curso da Golf-PMG, Programação e Treino Mental para jogadores de golfe.

É um treino em psicologia prática da excelência no Golfe utilizando técnicas da Programação NeuroLinguística, visando:

- o controle do pensamento como elemento imprescindível para tornar-se ainda mais regular,
- utilizar ao máximo a sua potencialidade e tornar-se um campeão ao seu nível, quer dizer,
- aprender a tirar partido de muito mais do que já é tecnicamente capaz.

O curso, nível 1, tem como temas: Rotinas e Alvos.
O nível 1 concentra-se nos aspectos mais directos do controle do pensamento.
Os temas giram à volta dos aspectos fundamentais na criação, efectivação e melhoramento de rotinas mentais e
da problemática à volta dos alvos e das leis de lidar com alvos que levam a resultados excelentes, assim como o aumento da concentração.

Informação: 96 653 47 05 ou 91 752 73 74, j.f.silva@mail.telepac.pt

quinta-feira, abril 29, 2004

Iluminação

De cada vez que vem a noite nós sabemos que:
- a seguir ao momento mais escuro da noite vem sempre o primeiro raio de luz
- que mesmo quando não se vê nada haverá o momento que tudo ficará iluminado
- que a seguir ao dia virá sempre outra noite
- que basta serenamente aguardar o dia seguinte para haver iluminação.

não sei porque me fluiu este pensamento mas é natural quando nos questionamos sobre o que somos e quais são os nossos verdadeiros objectivos que surgam cruzamentos na vida, com direcções dificeis de ecidir.

Eu quero manter este pensamento que aprendi na minha vida - primeiro saber para onde quero ir ( que é o mais dificil) e depois logo se vê quem vem comigo.
Fiquem bem

"A mais alta das torres começa no solo."

Começar agora a construir um novo final de vida, com novos alicerces foi o que o titulo deste texto me sugeriu. Como fazê-lo? Empregando novas técnicas? Esquecendo o passado? Com quem vou fazê-lo? Porquê? Qual o meu objectivo? Qual a estratégia a empregar? Que modelo devo escolher? Que certeza tenho de que novo final será melhor do que o que terei se nada fizer? Onde me sinto nesta decisão? Com me vejo? O que é mesmo relevante na sua essencia para esta tomada de posição? Que convicções me limitam e me activam? Que valores me regem? Que comportamento devo ter? Que capacidade tenho para lidar com esta nova atitude? Como me vou sentir espiritualmente? Qual a minha missão? Quem sou eu? Quem me fez assim? Como me conduzi ou deixei que me conduzissem para que me tornasse no que sou? Que fiz para me querer anular? Que passos dei para ser uma pessoa melhor? Será que quero fazê-lo? Será que serei melhor no futuro? Será que terei forças para atingir o objectivo?
Não tenho respostas para muitas destas interrogações, mas sinto que tenho um vazio que peciso de preencher. Não sei se para atingir o "target" preciso de algo, ou de alguem, sei sobretudo que vou precisar muito de mim...e de todos aqueles que verdadeiramente gostam de mim.

quarta-feira, abril 28, 2004

Mensagem de Amesterdão

Estou neste momento na Holanda cercado de pessoas, livros, coisas holandesas. Um céu holandês, mulheres independentes, firmes, enigmáticas, sabedoras, uns olhos fixos no destino em cima dos milhões de bicicletas ao longo dos canais.
Um mundo eficiente, um mundo de serviço e informação, respeito pelo cliente, amizade. Uma paisagem quadrada, sobre controle e vacas, muitas vacas (fora de Amesterdão) e flores e túlipas, muitas túlipas, verdadeiras, de plástico, de madeira, de cerâmica...

E, em minha casa, a cinco minutos do bairro vermelho e do palácio da rainha, a três minutos da sinagoga portuguesa e a dois minutos da casa de Rembrant, a um minuto do bairro chinês e do mercado da pulga, no meio de livros de filosofia, psicologia, sociologia, anedotas, sabedorias, charadas, romances, poemas, entre o grande mundos dos antiquários de bairro, mesmo ao lado da biblioteca, a casa Pinto,etc., a dois dias do grande dia da Holanda, o Grande Dia da Rainha (Mãe), a quatro minutos do Grande Centro, em frente ao palácio no centro da cidade, o DAM, ao lado do museu das imagens de cera - a grande feira popular que todos os anos volta,
nos terraços repletos, música a cada esquina logo ao sair da Estação Central dos combóios,
com um festival alternativo a dois minutos da porta, a música dos marinheiros, ou a canção do amor e da desgraça semelhante ao fado, ou comer uma piza na roda da fortuna, isto é tudo... indescritível. Amesterdão, para mim a mais atraente, a mais amada, a mais enternecedora, a mais ousada, a mais fantástica cidade do mundo... para não falar da adolescente de cabelos azuis ao vento em cima da bicicleta côr de arco iris, ou do veterano carregado de emblemas ou do ciclista que leva consigo um jardim atrelado com flores verdadeiras, pântanos de invenção ou lagos de fazer invejar os senhores da terra... tudo isto é... Amesterdão...
Tudo isto visto da minha janela em Amesterdão, no terceiro andar do que foi um dia o bairro judaico, o bairro chinês, o bairro da droga e que é para mim neste momento o lugar onde quando criança eu queria estar. Em minha casa, em Amesterdão. Não vos convidaria, em minha casa em Amesterdão onde eu me sinto tão bem. Não imaginam... porque é aqui... uma completa anarquia.

terça-feira, abril 27, 2004

Ter a coragem de errar

Meus queridos amigos após esta pausa voltei para o nosso blog. já estava com saudades do vosso conhecimento.

Como votei para partilhar experiências aqui vos deixo a minha:

podemos errar vezes sem conta o objectivo é fazer cada erro 1 só x .

relembrei uma coisa que já tinha esquecido é que eu fazia o raciocinio ao contrário "zangava-me" porque tinha errado e agora percebo que obviamente não aprendia porque o condenava, de facto eu perdia a oportunidade de aprender e ficava apenas com o erro na cabeça.

Então percebi que é mais fácil evitar uma nova experiência do que correr o risco de errar.

Finalmente sinto a coragem que é preciso ter para enfrentar o desconhecido e poder errar, aprender com o erro e de preferência não o repetir.

Para quem tem certezas

De tudo, ficaram três coisas:
A certeza de que estamos sempre começando...
A certeza de que precisamos continuar...
A certeza de que seremos interrompidos antes de terminar...
Portanto, devemos:
Fazer da interrupção, um caminho novo...
Da queda, um passo de dança...
Do medo, uma escada...
Do sonho, uma ponte...
Da procura, um encontro...

Fernando Pessoa

segunda-feira, abril 26, 2004

CHARADA




1. Se gosta de charadas, imprima.
2. Corte pelo tracejado.
3. A pergunta é: - Como é que o macaco monta o tigre?


Enviada pelo Zé Figueira

Provérbio Chinês

"A mais alta das torres começa no solo."

Advinha

E já que estamos nas advinhas...
O que fizeram Bandler e Grinder que levou o ocupadissimo Milton Ericson a dizer-lhes:
- Eu não sei o que vocês andam para aí a tramar, mas venham, quero vê-los imediatamente!
Quem sabe que conte no Espaço Aberto a 8 de Maio.

O Jogo das Escondidas

Afinal qual é o fim do Jogo das Escondidas?
Ainda não recebi resposta alguma.
Quem sabe?

sábado, abril 24, 2004

Sobre o Amor

Visite
http://www.jardimproibido1.blogspot.com/

Vale mesmo a pena!

Pensamento do dia 24/4/2004

"As pessoas só são ridículas quando querem parecer o que não são."

Giacomo Leopardi

http://www.golfinho.com.br/


sexta-feira, abril 23, 2004

Pensamento do dia 23/4/2004

"Todos se queixam de sua memória e ninguém se queixa do seu raciocínio."

Duque François de la Rochefoucauld

http://www.golfinho.com.br/

- Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?

Era uma vez um grande samurai que vivia perto de Tóquio.
Mesmo idoso, dedicava-se a ensinar arte zen aos jovens.
Apesar de sua idade, corria a lenda de que ainda era capaz de derrotar qualquer adversário.
Certa tarde, um guerreiro conhecido por sua total falta de escrúpulos apareceu por ali.
Queria derrotar o samurai e aumentar sua fama. O velho aceitou o desafio e o jovem começou a insultá-lo.
Chutou algumas pedras em sua direção, cuspiu em seu rosto, gritou insultos, ofendeu seus ancestrais.
Durante horas fez tudo para provocá-lo, mas o velho permaneceu impassível.
No final do dia, sentindo-se já exausto e humilhado, o guerreiro retirou-se.
E os alunos, surpresos, perguntaram ao mestre como ele pudera suportar tanta indignidade.

- Se alguém chega até você com um presente, e você não o aceita, a quem pertence o presente?
- A quem tentou entregá-lo, respondeu um dos discípulos.
- O mesmo vale para a inveja, a raiva e os insultos. Quando não são aceites, continuam pertencendo a quem o carregava consigo.

A sua paz interior depende exclusivamente de você.
As pessoas não podem tirar-lhe a calma. Só se você permitir...

Obrigado Mena, por me lembrares

" Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim! "

Reenquadramento

Bagdad. Soam as sirenes. Os silvos dos alarmes e sirenes ecoam por toda a cidade e um pouco por todo o Iraque. Uma bomba explodiu e faz 200 mortos e milhares de feridos. Tinha sido a maior de todas. Era uma tragédia. As organizações humanitárias tentavam ajudar e colaborar na medida do possível dadas a escassez de meios disponíveis. Os hospitais sem medicamentos, sem soro, sem o mínimo indispensavel para salvar pessoas eram a cara da impotência na tragédia. As grandes potencias não se entendiam e os grupos fundamentalistas regionais tentavam gerir os factos político-militares segundo os seus princípios. As sirenes ecoavam novamente. Era mais uma bomba com reflexo na destruição do património cultural e civilizacional com mais 150 mortos e cerca de 600 feridos graves.
Entretanto no Iraque a vida continua com a população a fazer compras os stands de automóveis a apresentar os últimos modelos, os cinemas abertos, as livrarias o desporto e os seus campeonatos a decorrer.
No futebol assiste-se à prisão de vários dirigentes por suspeita de corrupção e tráfico de influências. Apresentados ao Juiz do tribunal este proferiu uma sentença sumária que rezava assim “Dado o contexto de guerra que o País vive, apesar de censurável, recomenda-se que os arguidos se dediquem a causas patrióticas como defender o País e que não voltem a cometer estes crimes menores numa sociedade dilacerada pela guerra, dor e sofrimento”
Enquanto os dirigentes se abraçavam de alegria pela prenuncia da sentença do Juiz, uma bomba era lançada num raid aéreo por um avião que passava no local e morreram todos, Juiz inclusive.
Quando ouvi de novo as sirenes senti a minha coluna endireitar-se, os peitorais a abrirem-se, um largo sorriso no rosto e pensei “ Com a justiça de Alá pode ser que a guerra e os homens maus terminem mais rapidamente”.

Do n/ correspondente em Bagdad ...as sirenes ...mais uma bom....morreram...milha....ferid...fod*** mais sire.............buummmmmmm.....bummmmm...tra tra ta...

quinta-feira, abril 22, 2004

MASTER


Estas sevenup girls estão inscritas no proximo Masters, por isso eu e o Nuno já nos inscrevemos. De que estão à espera? Que a lotação esgote? Não acreditem em mim, porque sou incorrigível, mas o melhor é reservar já. Tambem estavamos a considerar a hipotese de na noite da balda pedir às sevenup girls para tomarem conta de nós, mas a Cristina e a Ana votaram contra. Paciência.

Quadro dos Sevenup



Quem sente saudades ao ver estes quadros?

Porque sorri a Ana?

AN AMAZING CONCLUSION

1. The sport of choice for the urban poor is BASKETBALL.
2. The sport of choice for maintenance level employees is BOWLING.
3. The sport of choice for front-line workers is FOOTBALL.
4. The sport of choice for supervisors is BASEBALL.
5. The sport of choice for middle management is TENNIS.
6. The sport of choice for corporate officers is GOLF.


AMAZING CONCLUSION:
The higher you are in the corporate structure, the smaller your
balls become.

Sobre eficiência, objectivos na vida

Durante os cursos de PNL (Programação NeuroLinguística) peço sempre para não acreditarem em mim.
Eu mesmo sou muito céptico ao contrário de alguns trainers da PNL que parece terem visto a LUZ, cepticismo que às vezes pode prejudicar a minha eficiência pessoal na medida em que as convicções formam a base da funcionalidade.
Só acredito quando vejo as provas.

Ontem recebi um telefonema duma grande amiga. Algumas das coisas que ela me disse quero compartilhar – aqui vão mais ou menos traduzidas, as palavras dela:
- Descrevi os meus objectivos e parece que, depressa demais, já está tudo sendo realizado. A quem estiver interessado na PNL vou aconselhar a ter muito cuidado. Vejam no que se metem, pois podem ser confrontados com resultados muito mais depressa do que esperavam!

quarta-feira, abril 21, 2004

Postal aos PNLianos SetUP

É Bom sentir-vos a presença ...
Entrever-vos pela janela da essência ..a correr claro!
Ouvir-vos no pulsar vivo do entusiasmo, às vezes digitálico.
Desculpem não estar tão disponivel como gostaria...
7 Bravos aos 7UP.

UM Lamiré do Espaço Integral...entre duas consultas..
Um Abraço,
Carlos Ribeiro

terça-feira, abril 20, 2004

Conhecer PNL: “O teu silêncio transpira palavras com sentido”

A PNL começou com as perguntas que definiríamos mais tarde como “meta-monstro” quando aplicadas a uma frase deste género:

Como sabes isso, “que o teu silêncio transpira palavras com sentido”? Como é que chegaste a essa conclusão? Que “sentido”? Que “palavras” específicas? Como é que o “silêncio” pode produzir significado? E ainda por cima um significado com “sentido”? Como é que isso se faz? Como é que se pode construir uma equivalência entre “silêncio” e “sentido”? Como é que partes do princípio que no “silêncio” possa porventura haver um “sentido”? Quem é a autoridade que faz tal afirmação? Que autoridade verdadeira tem ela? Como é que pressupões pura e simplesmente que atrás do “silêncio” possa haver algo além do “silêncio”? O que é que entendes exactamente por “silêncio”, por “palavras”, que “palavras”, e que “sentido”? “Transpirar”, o que é que queres dizer exactamente com isso, como é que se “transpiram palavras com sentido”? E para quem? O que vejo, ouço e sinto exactamente quando ouço o teu “silêncio”? O que digo a mim mesmo nessa ocasião?
Etc.

Claro que isto é mesmo basal. Mas se a PNL tivesse ficado por aí, no meta-modelo da linguagem, eu nunca me teria dedicado por 100% à PNL. Isto foi apenas o começo da PNL, em si já magia de topo. Mas a Grande Magia, ainda estava para vir.
E a magia está toda lá mesmo, por mais curioso e incrível que pareça, na mesma frase. Exactamente na mesma frase...
“O teu silêncio transpira palavras com sentido”
E sobre esta magia específica, se querem conhecer o sentido, então só há uma solução...
O SILÊNCIO!

A propósito, conhecem Milton Ericson?

Quanto estás disposto a pagar por um bom conselho?

"Se não consegue dormir, mais vale levantar-se e fazer qualquer coisa. O que o consome é a preocupação, não a falta de sono."

Dale Carnegie

Provérbio Judaico

"Que ninguém diga a uma criança que lhe trará um presente sem ter a certeza de que manterá a palavra. Se o fizer, ensiná-la-á a mentir."

Mente aberta

"A mente que se abre a uma nova ideia, jamais volta ao tamanho original."

(Albert Einstein, 1942)

Silêncio

O teu silêncio transpira palavras com sentido.

SOBRE METÁFORAS

introdução ao próximo módulo do practitioner da PNL, 8/5 em Lisboa

Há pessoas que escrevem metáforas.
Todos sonham metáforas
E há uns que contam metáforas...
E há também uns que querem ser padres, gurus, professores, formadores, eu sei lá...
Esses têm a tendência a explicar aos outros o significado da metáfora:
- são aqueles que se acham possuidores do significado da metáfora por eles escrita
e que custe o que custar, nos abrem a única porta do significado da metáfora
esquecendo que no momento em que escreveram a metáfora
- a metáfora não é mais deles!

Porque é que quando se explica a metáfora, a metáfora acaba?

A metáfora, se calhar, é isto, um final deixado eternamente em aberto:
Quem, quando, onde, como?
Não sei... o que sei é uma coisa: - Casaram e foram muito felizes...


Os Tesouros da Alma

Conta a lenda que uma mulher muito pobre, ao passar diante de uma caverna com um criança ao colo, ouviu uma voz misteriosa que lá dentro lhe dizia:
-Entra e apanha tudo o que desejares, mas não te esqueças do principal. Mas cuidado, quando saires, a porta fechar-se-á para sempre. Portanto, aproveita a oportunidade, mas não te esqueças do principal ..."
A mulher entrou na caverna e encontrou muitas riquezas. Fascinada pelo ouro e pelas jóias, pôs a criança no chão e começou a juntar, ansiosamente, tudo o que podia no seu avental.
A voz misteriosa ouviu-se novamente:"Só tens mais oito minutos."
Esgotados os oito minutos, a mulher carregada de ouro e pedras preciosas, correu para fora da caverna e a porta fechou-se ... Lembrou-se, então, que a criança ficara lá e a porta estava fechada para sempre!
A riqueza durou pouco ;e o desespero… sempre!
O mesmo acontece às vezes, connosco. Temos uns oitenta anos para viver neste mundo, e hás empre uma voz a dizer-nos:Não te esqueçasdo principal ! E o principal são os valores espirituais, a família, os amigos, a vida!Mas a ganância, a riqueza, os prazeres materiais fascinam-nos tanto, que o principal vai ficando sempre de lado... Assim, esgotamos o nosso tempo aqui na vida, e deixamos de lado o essencial: os tesouros da alma

 

segunda-feira, abril 19, 2004

O sorriso é mesmo a alma!...

Bravo Ana!
Adorei ver esse teu sorriso maravilhoso,
Adorei a alma que vi,
adorei ver-te
e ainda que fosse uma fotografia,
foi clara a tua presença
e esse estado essencial
que transmites.
Que saudades de ti Ana e de todos os amigos,
que já fazem parte da alma de cada um
e da alma de um grupo bem especial.
Cristina, Helder, Tito, Nuno, Carlos e Zé,
Um grande abraço,
Los quiero a toditos,

UM TRATADO DE PNL (Programação NeuroLinguística)

A rubrica “conhecimentos da PNL” é neste momento uma das duas mais votadas.
Esse facto leva-me a fazer a seguinte pergunta:
- O que se pode revelar , seja conhecimento, sabedoria, ou competência, que maior impacto possa ter para atingir “sucesso”, seja em que campo for?
Possivelmente a resposta está em dois axiomas básicos.
1º - Estar do lado da Causa, quer dizer: eu sou o único que crio os meus pensamentos e sou totalmente responsável pelo que sinto e daí do meu comportamento;
2º - Se o que faz não está funcionando, faça então doutra maneira. Se for persistente acabará por atingir o objectivo.
Pode ler os livros que quiser, seguir os cursos que seguir, ter os diplomas que tiver com Dr. ou sem Dr., PNL é, muito possivelmente, única e simplesmente o processo de integração destes dois princípios.

domingo, abril 18, 2004

Balancete do 1º Trimestre

A Cristina chegou de férias e telefonou. Uma atitude tão simples mas reveladora da atenção que nos dispensa. O Nuno foi para Miami e escreveu no blog a sua ausencia o que revela a sua preocupação com o grupo sevenup. A Ana comunica com regularidade e este fim de semana esteve de visita a Espinho, tendo sido muito importante a sua presença entre nós. O Zé sempre omnipresente é indispensavel como elo de união entre todos nós. O Tó esta semana esteve intermitente como os semafores quando estão sempre no amarelo, mas creio que o vamos ter no verde brevemente. O Helder tambem tem mantido o contacto e esta sempre "presente". O Carlos Ausente, perdão Ribeiro, diz que a sua presença é que é importante e nós vamos respeita-lo apesar de ele não respeitar o nosso desejo que era de o ter mais participativo.
Em Maio recomeçamos o Praticioner e digo-vos em abono da verdade que estou com saudades vossas. Até lá um abraço sevenpnliano.

Do lado da causa

Quando precisares de uma mão amiga, não te esqueças que a melhor mão é aquela que está ao fundo do teu braço.

Magia

"Magia é uma criança a dançar sob a chuva de verão"

O sorriso começa na alma

sábado, abril 17, 2004

Pensamento do dia 17/4/2004

"Ajuda teus semelhantes a levantar sua carga, mas não a carregues."
Pitágoras

http://www.golfinho.com.br


sexta-feira, abril 16, 2004

Final Feliz


Casaram e foram muito felizes...

Do torreão-mor consegue ler-se "Wellcome".


Chegados ao Palácio casaram, deram um grande festa com toda a corte presente e selaram uma união cósmica para onde todos olham mas não conseguem ver que o que os uniu é aquilo que aos outros separou. O sonho existe e a verdade é aquilo em que acreditamos.

quinta-feira, abril 15, 2004

Uma Princesa Africana
Era uma vez uma princesa que vivia num castelo fantástico mas sem o príncipe que sonhara para a sua vida. Casara quase no berço da vida e por isso as lágrimas eram visita de casa com frequência. Era no entanto muito determinada, por vezes muito teimosa senão mesmo obstinada. Tinha uma tonalidade vocal muito agradável ao ouvido. Bem disposta era uma delícia, distribuía energia e criava um ambiente único no Palácio. No entanto era incompreendida na corte ora porque a sua beleza irritava as mulheres dos nobres ou porque tinha opiniões muito avançadas para a época. Era altruísta e gostava de ajudar os mais carenciados. Gostava muito de flores em especial de rosas vermelhas com espinhos. Era uma princesa muito forte no querer, mas sentia-se cada vez mais só.
Um belo dia após recolher aos seus aposentos adormeceu e sonhou que viu um cavaleiro no céu que a olhou no fundo dos seus olhos como se a desejasse. A Princesa corou, suspirou e o Cavaleiro partiu sem dizer uma palavra, acenando-lhe apenas com um lenço amarelo que levava na mão direita. Foi um momento breve, mas pleno de simbolismo.
Entretanto a Princesa começou a ser vista nas janelas do Palácio todas as noites a olhar para o céu na esperança de voltar a ver o Cavaleiro até que numa bela noite de Lua cheia ele se aproxima e estende-lhe a mão. Ela sem hesitar dá-lhe a sua mão e ele apresentando-se impecavelmente vestido de uma assentada senta a Princesa na garoupa do cavalo e partem a galope para o seu Palácio. Era uma vez uma Princesa e um Cavaleiro que passaram a viver no Palácio dos sonhos…e se os sonhos são grandes os factos não contam. Sem imbomdeiros, sem cacimbo longe do Bengo viveram felizes na terra dos sonhos.

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar

Só por existir
Só por duvidar
Tenho duas almas em guerra
E sei que nenhuma vai ganhar

Só por ter dois sóis
Só por hesitar
Fiz a cama na encruzilhada
E chamei casa a esse lugar

E anda sempre alguém por lá
Junto à tempestade
Onde os pés não têm chão
E as mãos perdem a razão

Só por inventar
Só por destruir
Tenho as chaves do céu e do inferno
E deixo o tempo decidir

E anda sempre alguém por lá
Junto à tempestade
Onde os pés não têm chão
E as mãos perdem a razão

Só por existir
Só por duvidar
Tenho duas almas em guerra
E sei que nenhuma vai ganhar
Eu sei que nenhuma vai ganhar


Jorge Palma

quarta-feira, abril 14, 2004

Marguerite Yourcenar

A memória dos homens é um cemitério abandonado onde jazem sem honras os mortos que eles deixaram de amar.

Ultima Hora

Um cursista do Praticioner é conhecido por Nini. Quem será?

Há mais alguem a pensar assim?

As pessoas não se interesam o quanto tu sabes até saberem o quanto tu te importas.

segunda-feira, abril 12, 2004

Há sempre um porta por pequena que seja na nossa vida


É uma porta sevenup, fechada é segura, aberta proporciona a beleza que refuga a alma.

C+

Gosto de ouvir as tuas risadas abertas e descomprometidas com o sistema social . O riso sente-se e deixa-se sentir. Regado em lágrimas ou sorrisos, a felicidade acompanha-me esta semana. A qualquer hora, todos os dias. Sem aviso prévio, sem data-valor. Ele requisita-me e faz-me existir. O riso dá-me o espaço que a vida me parece querer abonar. Sozinho no teu sol regado pelo vento quente cozinho mais um dia no forno do meu ser o sonho de te ver chegar a correres para mim com uma flor branca na mão, ouvires-me sussurar que preciso muito de ti e eu sentir o sorriso da tua alma.

Para o grupo mais especial que conheço...

Queridos companheiros,

Sei que ultimamente não tenho dedicado muito tempo para escrever no Blog.

A principal razão é que desde que comecei a tirar o curso aproveito cada minuto como se fosse o último. Tenho andado mesmo muito ocupado. A minha produtividade profissional subiu 490%. E claro que já sabem: a actividade é contagiante!!! Tudo roda a uma velocidade mais acelerada na empresa. Tão acelerada que hoje comprei bilhetes para Miami ás 17:00 e amanhã já estou lá. É assim o que pode acontecer a qualquer mortal quando o cérebro fica liberto e solto!

Estou a começar a perceber aquele estudo que Bandler e Grinder fizeram:

"O ser humano tem 40.000 a 50.000 pensamentos diários e 90% são os mesmos".

Consegui com simples perguntas mudar o focos dos meus 90% e assim dirigi-os quase que exclusivamente para os meus objectivos.

Sei que agora os meus objectivos não têm capacidade de fugir Eu comando-os!

Um forte abraço a todos os que se identificarem com o crescimento sem limites....

Até para a semana.

Não FAÇAM ISSO!

Por favor, não VÃO no próximo fim-de-semana À SESSÃO DA PNL EM LISBOA.
CUIDADO, pois provavelmente podem VIR A FICAR COMO O TITO.
É mesmo um amigo que vos aconselha: Não FAÇAM ISSO!

domingo, abril 11, 2004

Atenção...preparar...3...2....1....partir!


Porque será que na vida ha falsas partidas?

Um cerebro a precisar de PNL

Responda quem souber

Porque é que o papel á chuva fica molhado?

Você é especial

Um famoso palestrante começou um seminário segurando uma nota de 100 euros.
Numa sala, com 200 pessoas ele perguntou: Quem quer esta nota de 100 euros?

Mãos começaram a se erguer.
Ele disse: Eu darei esta nota a um de vocês, mas primeiro, deixem me fazer isto! Então ele amassou a nota.

E perguntou, outra vez: Quem ainda quer esta nota? As mãos continuaram erguidas.

Bom - ele disse - e se eu fizer isto? E ele deixou a nota cair no chão e começou a pisà-la e esfregá-la. Depois pegou a nota, agora imunda e amassada, e perguntou: E agora? Quem ainda quer esta nota?

Todas as mãos continuaram erguidas.

Meus amigos, vocês todos devem aprender esta lição:

Não importa o que eu faça com o dinheiro, vocês ainda irão querer esta nota, porque ela não perde o valor.

Ela ainda valerá 100 euros. Essa situação também se da conosco.

Muitas vezes, em nossas vidas, somos amassados, pisoteados e ficamos sujos, por decisões que tomamos e/ou pelas circunstancias que vêm em nossos caminhos. E assim, ficamos nos sentindo desvalorizados, sem importância. Porem, creiam, não importa o que aconteceu ou o que acontecerá, jamais perderemos nosso valor perante o Universo. Quer estejamos sujos, quer estejamos limpos, quer amassados ou inteiros, nada disso altera a importância que temos. A nossa valia. O preço de nossas vidas não é pelo que fazemos ou que sabemos, mas pelo que Somos!

Somos especiais... Você é especial. Muito especial...

Nunca se esqueça disso!

sexta-feira, abril 09, 2004

De quem se trata?

Quando amamos alguem...

Mas a grande pergunta a fazer é, evidentemente:
Quando amamos alguém, ou melhor, nos apaixonamos por alguém, por que é que nos apaixonamos verdadeiramente?
É uma ideia da pessoa amada, ou é a pessoa propriamente?
Talvez só sejamos capazes de viver com as nossas ideias. Talvez sejam sempre as nossas ideias que amamos.


Lars Gustafsson, in A Morte de um Apicultor
in "Silencio"

Sexta-feira de Pascoa


quinta-feira, abril 08, 2004

Acuidade visual. Onde está o gato?


100 dogs and a cat, by Kevin Whitlark in "Palavras em férias"

Pinta o teu Picasso

Na Terra dos Sonhos...

Andava eu sem ter onde cair vivo
Fui procurar abrigo nas frases estudadas do senhor doutor
Ai de mim não era nada daquilo que eu queria
Ninguém se compreendia e eu vi que a coisa ia de mal a pior

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar


Andava eu sózinho a tremer de frio
Fui procurar calor e ternura nos braços de uma mulher
Mas esqueci-me de lhe dar também um pouco de atenção
E a minha solidão não me largou da mão nem um minuto sequer

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar


Se queres ver o Mundo inteiro à tua altura
Tens de olhar para fora, sem esqueceres que dentro é que é o teu lugar
E se às duas por três vires que perdeste o balanço
Não penses em descanso, está ao teu alcance, tens de o reencontrar

Na terra dos sonhos, podes ser quem tu és, ninguém te leva a mal
Na terra dos sonhos toda a gente trata a gente toda por igual
Na terra dos sonhos não há pó nas entrelinhas, ninguém se pode enganar
Abre bem os olhos, escuta bem o coração, se é que queres ir para lá morar


"Jorge Palma"

posted by Vasco Reis in "Curraldamula"

Ainda a arte maravilhosa de um(a) gato(a)...

Um grande gato tigrado aproximou-se e disse: "
"Acredito que nas artes marciais, só importa o espírito.
Por isso, desde cedo, exercitei essa força (ki wo neru).
De aí resultou que sinto o meu espírito "rígido como aço", livre, carregado do "espírito ki"
que preenche o céu e a terra (Mêncio). Já ao avistar o inimigo,
esse espírito omnipotente apodera-se dele,
e obtenho a vitória mesmo antes de começar.
Só então faço o primeiro gesto!
Inconscientemente, cada movimento acontece de acordo
com o que a situação requer.
Adapto-me ao "som" do meu oponente,
lanço o meu poder sobre o rato,
faço com que vá para a direita ou para a esquerda
a meu bel-prazer, antecipando-me a cada gesto dele.
Não me importo absolutamente com a técnica, que surge espontâneamente.
Quando um rato passa à minha frente, eu fito-o com com o olhar,
e imediatamente ele cai, torna-se minha presa.
Mas essa ratazana misteriosa aparece sem forma
e desaparece sem deixar rastros. O que será isso?
Eu não sei!"
Então o velho gato disse-lhe.
" O que você treinou é o efeito que provém da grande força
que preenche o céu e a terra.
Mas você adquiriu apenas uma força psíquica,
que nada tem que ver com um bem que mereça realmente esse nome.
O simples facto de estar consciente da força com a qual deseja vencer
já inibe a vitória. O seu eu está em jogo.
E se por acaso o eu do outro for mais forte que o seu, o que acontece?
Se você quer vencer o inimigo com a sua força superior,
ele joga a força dele contra a sua.
Será que você pensa que será sempre mais forte,
e que os outros serão mais fracos?
Como vai agir se houver alguma coisa que a sua grande força,
mesmo com a melhor boa vontade, não conseguir vencer?
A força espiritual interior que você sente "livre" e "dura como o aço",
"capaz de preencher o céu e a terra"
não é a grande força em si ( ki no sho), mas apenas o seu reflexo.
É o seu próprio espírito, portanto apenas a sombra do Grande Espírito.
É verdade que, às vezes, se apresenta como a grande força omniabrangente,
mas na realidade trata-se de algo totalmente diferente.
O espírito a que Mêncio se referia é forte
porque permanece iluminado pela grande claridade.
Porém o seu espírito só é imbuído de força em certas circunstâncias.
A sua força e aquela mencionada por Mêncio procedem de fontes diferentes,
e por isso também actuam de maneiras diferentes.
São tão diferentes, como o fluir eterno de um rio,
como por exemplo, o Yang-tsé, é uma corrente repentina que se forma durante a noite.
Ms qual é o espírito a ser preservado quando você se encontra diante de algo
que não pode ser vencido por nenhuma força espiritual (ki sei)?
Diz um ditado: "Um gato encurralado morde até outro gato!"
Se o inimigo está encurralado, a correr perigo de vida, ele já não se importa com nada.
Ele esquece a própria vida, esquece o sofrimento, esquece-se de si mesmo,
não pensa em vitórias ou derrotas.
Ele nem sequer alimenta a intenção de cuidar da sua própria segurança.
E por isso torna-se duro como o aço.
Como será possível vencê-lo através dos poderes espirituais
que você se atribuía a si próprio?

Nessa altura, aproximou-se um gato mais velho e disse:...

Cursos de PNL

Dia 17 e 18 de Abril mais uma iniciação à PNL na popular localização R. Sra. do Monte em Lisboa.

Planeado um curso intensivo para practitioners em 14 dias, entre 21 de Junho e 4 de de Julho, em Lisboa ou arredores. Para decidir se há suficientes candidados: Inscrições só até 15 de Abril.

telefone 96 653 47 05 ou j.f.silva@mail.telepac.pt


E já que estamos nas advinhas...

O que fizeram Bandler e Grinder que levou o ocupadissimo Milton Ericson a dizer-lhes:
- Eu não sei o que vocês andam para aí a tramar, mas venham, quero vê-los imediatamente!
Quem sabe que conte no Espaço Aberto a 8 de Maio.

O Jogo das Escondidas

Todos nós jogámos (em criança) às escondidas.
A pergunta é:
Qual é o fim do Jogo das Escondidas?
A resposta será publicada dentro duma semana em
http://www.curraldamula.blogspot.com/

A minha prenda de Pascoa para Ti

Era uma vez um menino vestido elegantemente, sempre com o mesmo fato e gravata, mas impecavelmente bem vestido e penteado. Um dia vai de férias com a família visitar os primos que viviam no Alentejo. Ao chegar deparou com a alegria do reencontro familiar, mas cedo os primos se aperceberam que a forma de vestir do Zezinho era esquesita. Começaram as brincadeiras e entre as correrias por entre os caminhos ladeados pelo tosgo e pela urze enquanto os primos pareciam que roçavam as pernas em algodão o Zezinho num ai Jesus sentia-se todo arranhado. Até que subindo ao alto do monte de onde poderiam desfrutar de uma paisagem soberba entre as ajudas próprias dos primos habituados ás agruras do monte há um momento, um determinado momento em que de uma saltada os primos, sobem para um marco geodésico para desfrutar a sublimação visual da paisagem alentejana. Entre os “sobe” “dá-me a tua mão” “não sejas menina” o Zezinho tentava ganhar coragem para subir aquele obstáculo, quiçá o primeiro da sua vida. As pernas tremiam-lhe como varas verdes, o coração palpitava aceleradamente e as mãos transpiravam de suor e medo.
Mas houve um momento, aquele momento que determina o acontecimento que com a ajuda dos primos consegue ver aquilo que aos olhos dos outros era a visualização da imensidão da paisagem que consideravam de sua propriedade.
O Zézinho cresceu e ao longo da vida em momentos de dificuldades sentiu os mesmos tremores aquando da subida ao marco geodésico. Deixou crescer o cabelo. De cabeleira farta ouviu os impropérios dos bárbaros citadinos e começou a sentir que lhe faltava oxigénio para respirar e crescer de acordo com os seus sonhos e as suas ambições. Partiu com uma mochila ás costas para a new land onde cresceu se fez Homem, estudou, casou, teve filhos e se tornou num prestigiado cirurgião, tornando-se especialista em transplante de valores, anestesiando convicções e operando “partes”.
E aquela criança de fatinho e gravata que vestia à cirurgião que tinha medo de subir os marcos geodésicos hoje tornou-se num sábio que veste com simplicidade mas que perdeu o medo de subir pelas mais íngremes veredas da alma e ajudar quem sofre.
Era uma vez uma árvore de fruto!

Tocam os sinos...Pling, Plong, Pling, Plong...

Tocam os sinos na Sª do Monte
E vejo um plang a tocar violão
Está o Ze Figueira a reger uma orquestra
E os Sevenup a fazer de orfeão

Tocam os sinos na Sª do Monte
E vem um pleng todo apinocado
Está a Ana de bombeiro em sentido
E a Cristina em pé de sorriso rasgado

Tocam os sinos na Sª do Monte
E vejo dois plings em estado de ruptura
Um é o Tó a fazer Ai-Ki-Do
Outro é o Carlos a fazer acumpuntura

Tocam os sinos na Sª do Monte
E vejo os plongs todos endiabrado
Um é o Nuno a saltar do Cristo-Rei
Outro é o Hélder com os olhos estrelados

Tocam os sinos na Sª do Monte
E vejo um plung de imitação
Está o Tito velhinho com 80 anos
Sentado num banco a dizer “Sou campeão”

quarta-feira, abril 07, 2004

Tao Tao...todos precisamos?...

5. Tratamento justo

A lei natural é cega, e a sua justiça imparcial.
Não podes fugir das consequências da tua conducta.
Ser humano não é uma desculpa.
O líder sábio não trata de proteger as pessoas delas mesmas.
A luz da consciência brilha de maneira equitativa
sobre o que é agradável e o que é desagradável.
As pessoas não são melhores que o resto da criação.
O princípio que existe para os seres humanos é o mesmo para toda a criação.
Tampouco existe alguma pessoa que seja melhor que o resto da humanidade.
O mesmo princípio encontra-se em todo lado.
Uma pessoa é tão valiosa como qualquer outra. Para quê ter favoritos?
Tudo demonstra a lei.
Só porque Deus não é uma coisa, não significa que Deus seja nada.
Um pouco de humildade está em ordem.
Ao saber isto, o líder não pretende ser especial.
O líder não fala dos outros nem desperdiça o seu sopro vital
sobre o mérito das teorias de aptidão.
O silêncio é uma grande fortaleza.


"CANCHTTZ"

Era uma vez uma uma estrela quase imperceptível no negro azul do firmamento.Cintilava como se estivesse a chamar à atenção. Procurei nos livros cheios de pó que sacudi com um pano de veludo amarelado a precisar de ser lavado. Descobri depois de muito procurar o nome daquela estrela que me invadiu e que eu não queria perder. Tinha um nome que nunca ouvira anteriormente. De seu nome ASA, que em linguagem astrológica significa Amor, Sabedoria e Amizade. Com os pés ainda assentes em terra fui sugado pela ASA onde entrei num palácio rodeado de pequeníssimas estrelinhas e onde consegui visualizar flores cristinas, fadas anitas, símbolos helderianos, gigantes carlistas, todos rodeando um pelourinho onde um ponto forte nunista com sinais antoninos e com uma apagada mascara de tristeza orlandina, se centravam na sabedoria fixante do zepling.
Vi-me rodeado de imagens coloridas, cheias de sons e plena de sensações. Foi como se uma tremura de prazer e passos no vazio me fizessem ter vontade de me beliscar.
Nos jardins da ASA um maestro regia uma pequena orquestra que tocava uma partitura em sustenidos e que me encheram os ouvidos por completo.De repente um rasto de luz poderosa deixa um som que identifiquei como “CANCHTTZ”, que até as outras estrelas se moveram para acompanharem o estrondo e subitamente aquela estrela ganha uma luz brilhante, tão brilhante, que deixa de ser cintilante e tudo apenas porque um zepling lançou uma semente de amor, sabedoria e amizade chamada sevenup que deu origem a uma nova estrela, ainda sem nome e muito minúscula mas que na infinita dimensão espacial terá lugar no céu daquela noite em que se constrói o presépio.

terça-feira, abril 06, 2004

Frase do Nuno Neto no Praticioner

Sabes qual é a palavra mais doce e meiga que podes dizer a uma pessoa?

Pergunta do José Figueira no Praticioner

Para dar amor e ser amado precisas de alguem?

Férias da Pascoa

A Ana está de férias algures no sul do País com o Nuno. Sabemos que não levou aquela tenda de campismo que demora uma semana a montar, porque quando a acabassem de montar já as férias teriam acabado. Tambem a Cristina vai partir para um Paraíso em merecidissimas férias de Pascoa. O Zé tambem vai passar a Pascoa a Espinho mas a trabalhar no golf de Miramar.

Reflexão

É melhor amar e perder do que nunca ter amado.

Pensamento

"A força fez os primeiros escravos, a sua cobardia perpetuou-os"
Rousseau, Jean Jacques

Liberta o sorriso que há em ti

Acuidade Visual


Descobre em que dias é que temos curso de PNL

No Teu Olhar

No teu olhar
vi o amanhecer
de um sorriso,
nesse mago lugar
onde sonhos se avistam
e segredos se escondem...
No teu olhar,
às vezes perdido
por caminhos só teus,
vi-te por inteiro,
sem máscara
sem disfarce...
Olhei para ti
e também sorri...
e desejei ficar,
para sempre,
nesse verde olhar
em que me perdi
e me encontrei...


de Maria J. Carvalho



Como construir oportunidades?

"If opportunity doesn't knock, build a door."

Milton Berle (1908-2002)
American comedian & actor

segunda-feira, abril 05, 2004

O meu sonho ainda

A relva tem também um sabor a quente que nos faz suar...
Os pés ficarão um dia à borda do aquário
E os nossos olhos verão então as rotas que os peixes seguem,
Os caminhos que nós seguimos nos nossos tempos feitos de cristal.
Embrulhado no silêncio estará o sol sempre esperando pelo bom momento
Até que a emoção se desfaça num sorriso
E possa dizer a mim que encontrei o tempo no meu bolso
Onde sempre esteve.
E a cor trazida pelo vento iluminará a terra.
É por isso que o faço, para mim, para ti, para os meus,
Para as minhas filhas,
Para os filhos e filhas das minhas filhas,
Para que em breve se possa fazer silêncio e então ouvir a canção da Paz
A única canção que vale a pena ouvir trazida pelo vento,
Aquele sussurro de Amor nas nossas orelhas quentes
Quando deitados na relva
Sentimos a emoção da terra
E quando a relva tem um sabor a quente que nos faz suar.

Ainda o meu sonho

Recebi o meu sonho embrulhado no teu silêncio. A emoção da cor levada pelo vento é um sorriso de sol quando me perdi do tempo.
Nos pés as recordações do momento. A relva tem o ouro que me fará sempre sonhar.

Horóscopo dos Seven-Up



By Helder Lobo

Se estou a perceber...

Este fim de semana adquirimos mais um bloco de conhecimentos que nos tornou mais "ricos". Se estou a perceber, ficamos mais ricos este fim de semana. Como seria se continuassemos mais pobres? Se estou a perceber, ficamos mais ricos este fim de semana. Como é exactamente sentirmo-nos mais ricos? Se estou a perceber ficamos mais ricos este fim de semana. Com quem vamos repartir a riqueza?

CHEZ CRIS

Cristina Baptista, essa mesmo a que apareceu na TV na RTP1, foi anfitriã, abrindo as portas de sua casa para um delicioso jantar aos 7Up. Claro que o Helder revelou as suas capacidades na cozinha juntamente com a Ana vestida a rigor com aquela bata do bloco operatório bem ainda com o Ze Figueira como mestre dos temperos e afns. O Tó era o fotografo de serviço enquanto o Nuno e eu decoravamos a mesa com as ferramentas indispensaveis para o repasto. O Vinho ao dispor, Marquês de Borba estava a preceito. A noite terminou com uma descrição por parte da Cristina de um curso sobre inteligencia emocional. Fabulosa a sua discrição.
Obrigada Cristina. Chez toi, toujours!

Alvissaras

A quem encontrar o PLENG agradece-se a entrega na Rua da Sª do Monte á Graça ao seu proprietário. Recompensa-se generosamente por se tratar de um PLENG de estimação.

O meu eu

"Acerca do que não se pode falar, o melhor é ficar em silêncio"

Para todos os sevenup aqui vai o meu

PLING!

domingo, abril 04, 2004

A PNL NO MUNDO

Visita o site http://www.purenlp.com/ e actualiza-te.